sexta-feira, 20 de abril de 2012

PRESENÇA QUE VICIA


Eu não sei se acontece sempre e com todo mundo, mas, ocorre comigo de ver alguém pela primeira vez e  essa pessoa despertar em mim uma sede pela sua presença. Sinto que se continuar encontrando-a, tornar-se-á um vício. Percebo um tipo de beleza que não consigo descrever só analisando o exterior.Há o misto de um olhar misterioso, inteligência, jeito de falar diferente, enfim, uma complexidade encantadora. 


Certas pessoas consideradas bonitas de acordo com o padrão atual, muitas vezes não causam essa sensação. Beleza é realmente algo relativo, e acho que a beleza que percebo está nessa postura diante dos outros, como se esse alguém estivesse a esconder um tesouro para um ser realmente digno de poder obtê-lo.


Posso dizer que já conheci alguém que, além de ter atrativos exteriores, também traz consigo elementos internos que causam essa intrigante atração.

É preferível ficar distante desse tipo de pessoa para evitar
ficar entorpecido com a presença dela e ainda ter a frustrante dúvida se há reciprocidade de sensações.
Porém,se existe a tal de química, que dizem ser recíproca, então as coisas conspirarão para o desenrolar de tramas assim. 
Sei que é complexo, mas, por minha mania de tentar entender a essência das coisas, faço n perguntas internamente para chegar a uma resposta concreta, obviamente sem sucesso o.O


Nenhum comentário: